Blog

Aqui, especialistas irão compartilhar seus pontos de vista em relação ao mercado financeiro e dar dicas sobre as melhores soluções para as suas finanças!
argos-blog-previdencia-privada

Previdência Privada: 05 motivos para investir

Na última semana, vimos o porquê de investir em previdência privada e não podermos entregar nossa aposentadoria exclusivamente à previdência social (INSS).

Mas por que a previdência privada pode ser uma boa alternativa de longo prazo?

Elencamos 5 principais pontos abaixo:

 

1) Os novos e excelentes fundos de previdência.

previdencia_privada_2_0

Até anos recentes, era comum ouvir de alguns investidores com mais conhecimento sobre o tema, que previdência deixava de ser interessante dada a baixa rentabilidade dos fundos disponíveis no mercado.

A indústria de fundos de previdência privada é altamente ineficiente. Bilhões de reais são geridos por fundos que aliam altas taxas com baixa capacidade de gestão. A rentabilidade muitas vezes também é prejudicada por maus investimentos. Os fundos de previdência do Banco do Brasil, por exemplo, possuiam R$400 milhões em debêntures da Oi. Com o pedido de recuperação judicial da empresa, as debêntures foram marcadas a valor de mercado zero, e a performance dos fundos chegou a ficar negativa.

http://oglobo.globo.com/economia/para-investidor-nao-adianta-fugir-de-fundos-afetados-por-debentures-da-oi-19711084

Felizmente, a situação tem mudado. Conforme mostramos no nosso e-book sobre previdência, gestoras especializadas e bancos de investimentos têm criado fundos de previdência que refletem a estratégia de seus excelentes fundos de investimento tradicionais. Citamos um no e-book e mencionaremos outros dois abaixo:

 

ADAM Icatu Previdenciário FIC FIM

“O FUNDO tem por objetivo buscar retorno através de investimentos em fundo de investimento que aplica em diversas classes de ativos financeiros disponíveis nos mercados de renda fixa, renda variável, cambial, derivativos e cotas de fundos de investimento, negociados nos mercados interno e externo, sem o compromisso de concentração em nenhuma classe especifica.”

http://adamcapital.com.br/wp-content/uploads/2017/02/PDF-PREV-1.pdf

 A rentabilidade acumulada até a postagem deste artigo é de assustadores 509% CDI.

Caso queira se basear por algo mais pé no chão, o Adam Macro, principal fundo da casa, apresenta uma performance histórica acima dos 200% CDI.

A gestora foi fundada por Marcio Appel, egresso do Safra Asset, onde foi CEO, e ex-líder do fundo Galileo. Desde sua abertura, em 2016, o principal fundo da casa captou R$9 bilhões e se encontra fechado para novas captações, sendo o fundo de previdência o único meio de ter recursos geridos pela equipe.

Xp Horizonte Prev Fc FI RF

 O fundo de previdência da categoria renda fixa da XP Investimentos é voltado para os mais conservadores.

“A XP Gestão de Recursos iniciou suas atividades em 2006 com a criação do fundo XP Investor FIA. O fundo nasceu de um Clube de Investimentos, o XP Investor. Devido o alto desempenho do Clube, a transformação em um FIA foi uma evolução natural.. Além da equipe de Renda Variável Local e Global, a XP Gestão também possui uma experiente equipe gerindo os fundos de Renda Fixa Local e Global, Multimercados, Fundo de Fundos Local e Global, Estruturados e Veículos Exclusivos. Os produtos criados e oferecidos pela XP Gestão atendem às necessidades de clientes pessoas físicas e pessoas jurídicas, bem como são uma excelente opção de investimento para os investidores institucionais.

 O Fundo destina-se a acolher, com exclusividade, direta ou indiretamente, os recursos das provisões matemáticas e demais recursos e provisões de PGBL e/ou VGBL. O veículo tem como característica alocar através de uma gestão ativa, até 49% em ativos de crédito privado (exceto FDICs), e 51% em títulos públicos, pré ou pós fixados. O target de retorno do gestor, respeitando a gestão ativa nos fundos mencionados, é entregar, no médio/longo prazo, performance entre 102% e 104% do CDI”

 

2) Tributação mais baixa comparado à fundos de investimento tradicionais.

 previdencia_privada_2_2

Os regimes de tributação dos planos de previdência privada são divididos entre progressivo e regressivo.

 No regime progressivo, é possível chegar até à alíquota 0% de IR sobre os rendimentos do fundo, mas isso ocorre somente em casos de pessoas com baixa renda tributável na pessoa física, pois a tributação incide sobre a tabela do IRPF vigente. https://idg.receita.fazenda.gov.br/acesso-rapido/tributos/irpf-imposto-de-renda-pessoa-fisica

Ou seja, se você tiver renda mensal de R$1.900,00 do fundo de previdência e não tiver mais nenhuma renda tributável, estes recursos serão isentos de IR.

Sendo assim, a não ser que sua renda mensal/anual seja muito baixa, o regime regressivo é mais vantajoso, como para a maioria das pessoas.

A tributação sobre os resgates inicia-se com 35% de 0 a 2 anos e vai até a alíquota mínima de 10% após de 10 anos no fundo de previdência.

 A alíquota mínima nos fundos de previdência tradicionais é de 15%.

 

3) Não há incidência de come-cotas, nem de IOF.

previdencia_privada_2_3

O come-cotas é a cobrança de Imposto de Renda antecipada que ocorre semestralmente nos fundos de investimento, mesmo que o investidor não tenha efetuado o resgate de suas cotas.

Os fundos de previdência não possuem esta característica, o Imposto de Renda é cobrado somente no resgate. Isso significa que seus recursos podem ficar rentabilizando por décadas sem sofrerem tributações no meio do caminho, o que torna o resultado final ainda melhor.

 

4) Um bom veículo de planejamento sucessório!

previdencia_privada_2_4

Na maioria dos Estados, São Paulo inclusive, os recursos dentro de um plano de previdência privada não entram em inventário. Dessa forma, podem ser disponibilizados em poucos dias para os beneficiários escolhidos pelo titular da apólice, sem incidência de ITCMD e sem a burocracia costumeira de um processo de inventário.

Existe a vantagem adicional da possibilidade de escolher os beneficiários desejados, o que torna possível deixar parte do patrimônio para uma pessoa querida que não esteja dentro do rol de herdeiros necessários.

 

5) É possível deduzir as contribuições ao PGBL da base de cálculo do seu IRPF.

previdencia_privada_2_5 

Caso você tenha uma previdência na modalidade PGBL, poderá deduzir as contribuições feitas ao seu plano de previdência em até 12% da base de cálculo do IR. Ou seja, se sua renda tributável é de R$100.000,00 no ano, poderá deduzir R$12.000,00 deste valor.

Sendo assim, sua nova base de cálculo para fins de IR será de R$88.000,00, o que diminuirá o Imposto de Renda pago no ano.

Esta estratégia só pode ser aplicada caso você faça seu IR na modalidade de declaração completa. Ela permite que sejam deduzidas as contribuições para o INSS, despesas com dependentes (até R$2.275,08 por ano), despesas com educação (R$3.375,83), despesas médicas (sem limite) e contribuições à previdência privada em até 12% da renda bruta.

 Via de regra, a declaração completa só é vantajosa para pessoas com alguma dedução adicional além das contribuições à previdência. Caso você tenha dependente(s), despesas médicas ou com educação, esta estratégia pode ser muito eficiente.

Se não possuir algo a deduzir, a alternativa mais adequada é fazer a declaração do IR na modalidade simplificada. Esta alternativa fornece um “desconto” de 20% na base de cálculo do IR, com um limite de R$ 16.754,34. 

Caso tenha ficado com alguma dúvida, mande-nos uma mensagem, ou então agende uma conversa, poderemos ajudá-lo(a) a organizar melhor seu patrimônio e criar a melhor solução para suas necessidades.

Vale também a leitura do nosso e-book sobre previdência privada, que possui todas as informações detalhadas e exemplificadas sobre o tema.